NOTÍCIAS - LusiadaVers�o para Imprimir

FALECIMENTO DO PROF. DR. ANTÓNIO MARTINS DA CRUZ

FALECIMENTO DO PROF. DR. ANTÓNIO MARTINS DA CRUZ

actualizado em 8 de Junho de 2017

A Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica e a Reitoria da Universidade Lusíada - Norte comunicam, com extremo pesar, o falecimento, no dia 1 de Junho de 2017, do Senhor Prof. Dr. António Martins da Cruz, Presidente da Fundação Minerva e Chanceler das Universidades Lusíada.




Missa pela Alma do Senhor Prof. Dr. António Martins da Cruz - 8 Junho, 12h00 - Igreja Matriz Velha (V. N. Famalicão)
A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, a Reitoria da Universidade Lusíada - Norte e o Conselho de Administração da Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica, vêm informar que será celebrada Missa pela Alma do Senhor Professor Dr. António Martins da Cruz, na Igreja Matriz Velha, no próximo dia 8 de Junho, quinta-feira, pelas 12 horas, que será presidida por S. Excelência Reverendíssima, o Senhor D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga.


Missa de 7.º Dia | 7 Junho 2017 (quarta-feira) | 19H00 | Jardim da Universidade Lusíada de Lisboa.
página web | aviso | notícia da ULL  | livro de condolências


NOTA BIOGRÁFICA

"A Juventude é sem dúvida a idade mais generosa na vida do Homem: o jovem ama o ideal, o jovem corre atrás do ideal. Põe aí a sua realização, põe aí o seu futuro. Os valores de que é símbolo, entusiasmam o jovem e nesse sentido se fundem dos mais belos sentimentos da vida - a dedicação até ao fim, a ingénua esperança da conquista do mundo em torná-lo melhor, a inesgotável capacidade de servir generosamente sem interesse que macule ou corrompa as inocentes ilusões de amar por amar."                        António Martins da Cruz, 1991 (1) 

O Professor António Martins da Cruz nasceu a 1 de Janeiro de 1918, natural da Aldeia do Bispo, concelho de Penamacor (Castelo Branco).

Na Universidade de Lisboa, licenciou-se em Filologia Clássica, pela Faculdade de Letras, e em Direito, pela Faculdade de Direito. Foi crítico literário e colaborou com os jornais "Novidades" e "Voz", tendo fundado o jornal "A Semana" e a revista "Lusitânia". Foi, no entanto, como advogado que desenvolveu a sua principal actividade profissional. Entre 1961 e 1965, exerceu funções como deputado, eleito pelo distrito de Castelo Branco. Na Assembleia Nacional teve várias intervenções parlamentares, nomeadamente no âmbito do ensino e da educação.

Na década de 70, é convidado pelos Professores Manuel Duarte Gomes da Silva e Henrique Martins de Carvalho para os acompanhar na criação da primeira universidade privada em Portugal - a Universidade Livre - que viria a ser fundada em 1977 (2). Em 1985, divergências de ideais levam-no a abandonar a Universidade Livre e a tornar-se figura determinante na fundação da Universidade Lusíada. Torna-se Presidente da Cooperativa de Ensino Universidade Lusíada (CEUL), após o Despacho n.º 135/MEC/1986, de 28 de Março, D.R. n.º 146, Série II, que autoriza a criação e o funcionamento da Universidade Lusíada.

Em 1993, foi-lhe atribuído o grau de Doutor "honoris causa" em Direito, pela Universidade Lusíada de Famalicão. Foi, também, Presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Portuguesa do Ensino Superior Privado (APESP).

Em 2003, com o reconhecimento do interesse público da Fundação Minerva - Cultura - Ensino e Investigação Científica, instituída mediante transformação da Cooperativa de Ensino Universidade Lusíada (CEUL), pelo Decreto-Lei n.º 117/2003, de 14 de Junho, passa a Presidente do seu Conselho de Administração e a Chanceler das Universidades Lusíada.

Destacou-se pela defesa intransigente das Universidades Lusíada e pela luta por um ensino superior privado de qualidade.

 

Cerimónias fúnebres

2 Junho 2017
17H00 - Presença do Corpo em Câmara-ardente
Reitoria da Universidade Lusíada de Lisboa

19H00 - Missa de Corpo Presente
Reitoria da Universidade Lusíada de Lisboa


3 Junho 2017
11H30 - Oração de Encomendação da Alma
Reitoria da Universidade Lusíada de Lisboa

12H00 - Cortejo Fúnebre
Aldeia de João Pires

16H00 - Missa de Corpo Presente
Aldeia de João Pires

16H40 - Funeral no Cemitério da Aldeia de João Pires


Missas
2 Junho 2017
19H00 - Missa de Corpo Presente
Reitoria da Universidade Lusíada de Lisboa

3 Junho 2017
11H30 -Oração de Encomendação da Alma
Reitoria da Universidade Lusíada de Lisboa

16H30 - Missa de Corpo Presente
Aldeia de João Pires

(1) Cruz, António Martins da (1991) - "Sim à vida". 
(2) Cruz, António Martins da (1991) - "Universidade privada: desafios do nosso tempo".


 






Todos os direitos reservados | © 2014 CIULF | Universidade Lusíada - Norte, Campus de Vila Nova de Famalicão
Largo Tinoco de Sousa - 4760-108 VNF - Tel: 252 309 200 - Fax: 252 376 363 - info@fam.ulusiada.pt
Membro da APESP - Associação Portuguesa do Ensino Superior Privado